Operadoras de telefonia móvel são proibidas de vender novas linhas

Finalmente alguém resolveu olhar por nós, meros consumidores de celulares.

A partir de hoje, segunda-feira 23 de julho de 2012, as operadoras de telefonia móvel, Tim, Oi e Claro, estarão proibidas de vender novas linhas em determinados estados enquanto não melhorarem a qualidade de seus serviços prestados.

A medida foi tomada depois que a Anatel analisou o grande índice de reclamações sobre a qualidade dos serviços.

Não é de hoje que muitos consumidores vêm reclamando de problemas como a falta de sinal, lentidão ao utilizar o sistema 3G e demora (para não falar na qualidade) no atendimento.

Todos sabemos que no momento da venda as operadores prometem qualidade, oferecem promoções e todo tipo de marketing de vendas para deixar o consumidor bem contente, mas na prática não entregam o que pagamos.

Entendemos que com a crescente aquisição de linhas móveis, justamente pelas facilidades impostas pelas operadoras, elas passaram a não ter capacidade suficiente para suportar tanta demanda. Isso tanto em tecnologia quanto em atendimento, uma vez que, se não temos serviços de qualidade, temos um maior número de reclamações e, por isso passamos horas a fio pendurados no telefone para resolvermos nossas questões e, podemos nos considerar sortudos quando conseguimos.

Mediante todos esses problemas, as operadoras estão levando um “puxão de orelha” pelos serviços mal prestados. Com a concorrência em alta, as empresas estão em busca somente de quantidade e estão deixando de lado a qualidade.

As operadoras tem até 30 dias para apresentar à Anatel o Plano Nacional de Ação de Melhorias da Prestação de Serviço Móvel Pessoal detalhado por estado. Essa medida é empregada também para as operadoras que não foram impedidas de vender novas linhas, como a VIVO, CTBC E SERCOMTEL.

Elas terão que garantir a qualidade de seus serviços tanto para novos clientes, quanto para os atuais. Em especial resolver a interrupção de chamadas e o atendimento aos usuários.

As empresas informam que já estão investindo em melhorias, mas o descumprimento da determinação da Anatel por cada operadora, acarretará em uma multa de R$ 200 mil reais por dia.

Como tudo, pelo menos no Brasil, funciona na base da pressão, só nos resta aguardar pelo resultado desse barulho todo.

Veja no site da Anatel a apresentação sobre medida cautelar para cada operadora.

 

2 Comentários

  1. jorge oliveira Disse:

    Bom dia ,aqui quero deixar meu comentário sobre as operadora de telefone moveis ,1º o estado ou orgon que cuida de todas a telefonia ou seja anatel e incompetente para fiscalizar e exigir aparelho novo com potencia e capas,no Brasil isso e tudo importado,todos esses aparelho saõ sucata que aqui não servi mais e vai aqui da Europa pro brasil ,e como nos super mercado as partileiras são tudo sucata que que vai aqui da Europa-ninguém fiscaliza o governo do brasil abre as porta para todos esses porco europeu levar todos os lixos e sucatas para o brasil,e não deixa os brasileiro imigrante levar carro usados para o brasil.

  2. jorge oliveira Disse:

    dia ,aqui quero deixar meu comentário sobre as operadora de telefone moveis ,1º o estado ou orgon que cuida de todas a telefonia ou seja anatel e incompetente para fiscalizar e exigir aparelho novo com potencia e capas,no Brasil isso e tudo importado,todos esses aparelho saõ sucata que aqui não servi mais e vai aqui da Europa pro brasil ,e como nos super mercado as partileiras são tudo sucata que que vai aqui da Europa-ninguém fiscaliza o governo do brasil abre as porta para todos esses porco europeu levar todos os lixos e sucatas para o brasil,e não deixa os brasileiro imigrante levar carro usados para o brasil.

Deixe um comentário!

Atenção: Os comentários são moderados antes da publicação, o que fará com que seu comentário não seja exibido na hora. Não há a necessidade de reenviar seu comentário.